out 25, 2019

A Revolução do Podcast: Entretenimento na Era da Experiência

Como seres humanos, pensamos, sonhamos e nos comunicamos em histórias. Somos atraídos por experiências íntimas e interativas que nos permitem fazer uma pausa em um cenário de mídia cada vez mais saturado.

Na era da experiência, os consumidores podem personalizar seu uso de mídia de diferentes formas como nunca visto antes. Marcas como Netflix, Amazon, Spotify e Hulu nos permitem consumir praticamente qualquer música, programa ou vídeo a qualquer hora, em qualquer lugar e da maneira como se quer. Agora, mais do que nunca, o público está no controle.

Mas que impacto isso tem no cenário da publicidade? Na busca pelo entretenimento perfeito, pesquisas mostram que os consumidores adoram pular anúncios. De fato, 30% dos usuários baixaram e usaram software de bloqueio de anúncios, e 91% admitem achar anúncios intrusivos. Em alguns casos, o consumidor entendeu que a interferência foi tanta que a marca recebeu em minutos uma conotação negativa no mercado.

Mas como podemos alcançar consumidores que não querem nada com nossas mensagens? Como uma forma interativa de contar histórias, os podcasts representam uma nova oportunidade para os profissionais de marketing capturarem seu público com os ouvidos abertos.

Os podcasts não são apenas uma forma primária de infotainment (information (“informação”) + enternainment (“entretenimento”)), mas também representam uma oportunidade para os profissionais de marketing alcançarem os consumidores de uma nova maneira. Segundo pesquisa “Infinite Dial 2019”, 69% dos ouvintes regulares concordam que a publicidade em podcast os conscientizou de novos produtos e serviços, e foi demonstrado que os podcasts aumentam a intenção de compra entre os consumidores de 7 a 15%.

Como os podcasts são tão bons na conscientização?

Conteúdos para todos

Os podcasts nos permitem aprender, discutir e nos envolver com assuntos diversos. Desde a comédia e o crime verdadeiro em notícias até a ciência e o universo geek, existe um podcast disponível para praticamente qualquer pessoa.

Eles são portáteis

Não apenas os podcasts estão disponíveis em qualquer lugar, mas o poder do conteúdo de áudio é que ele pode ser apreciado com as mãos livres e em locais onde o conteúdo de vídeo geralmente não pode. Os fãs obstinados podem ouvir seus podcasts favoritos em casa, no trabalho e durante o trajeto matinal, sem perder o ritmo.

Eles criam comunidades

O formato de podcast facilita os relacionamentos bidirecionais entre o criador de conteúdo e os ouvintes. O ouvinte médio sintoniza pelo menos seis vezes por semana, gastando uma média de 6,5 horas ouvindo seus podcasts favoritos. Por meio de audições e conversas frequentes nas mídias sociais, o formato compartilhável do podcasts gera mais envolvimento do que outros meios contemporâneos.

Junte-se à revolução do podcast

Com os podcasts gerando um enorme engajamento e receita de anúncios, que deve chegar a US $ 1,6 bilhão até 2022, é incrível que mais profissionais de marketing não tenham entrado na onda do áudio.

Além dos recursos tradicionais de contar histórias e construir relacionamentos, os podcasts são uma plataforma promissora para publicidade e marketing de conteúdo. Como os podcasts ainda são relativamente novos em cena, o espaço não está muito cheio de conteúdo publicitário, e a capacidade de atingir consumidores em nichos específicos é inestimável na era da personalização da mídia.

Portanto, se você ainda não o fez, considere tornar os podcasts parte de sua estratégia de marketing. Você pode perceber que é o que sua empresa precisava o tempo todo. Consulte a Agência Baloodesign e descubra como o podcast pode mudar a comunicação da sua empresa. Clique aqui e solicite atendimento.

Fontes de dados:

Nielsen (US) – A MARKETER’S GUIDE TO PODCASTING: THIRD-QUARTER 2018

Triton – The Infinite Dial 2019

IaB e PwC – An Analysis of the Largest Players in the Podcasting Industry

Pacific Content – I tracked Apple’s Top 200 Podcasts for an entire year. Here’s what I found