out 18, 2021

Um guia passo a passo de como montar um infográfico

Nos últimos anos, vimos que muita coisa no marketing mudou. Novas tecnologias apareceram e, com elas, as ferramentas evoluíram. E os profissionais de marketing têm criado novos e mais dinâmicos infográficos.

Dentro da estratégia de marketing, o infográfico é uma ótima maneira de a marca se comunicar com o público.  

Mas, como em qualquer meio, há trabalhos ótimos e ruins. Para ter efeito, o infográfico precisa ter uma razão e ser bem produzido, senão será uma perda de tempo e dinheiro para quem o produziu.

Para que você tenha ótimos infográficos, nós da Baloodesign preparamos um guia completo para ajudar nesta criação.  

 

O que você deve se perguntar antes de fazer um infográfico

Como o infográfico precisa de um motivo para existir e ele faz parte da estratégia de conteúdo de marketing, não basta apenas pensar no design. O seu processo de criação começa antes mesmo da ideia para o infográfico.

Para ter um infográfico de sucesso, você e sua equipe devem fazer as seguintes perguntas:

 

1 – Qual é o seu objetivo?

Se você quer montar um infográfico porque acha legal, já começou errado. Esse não é um motivo que justifique a sua criação. Ele precisa fazer parte da sua estratégia de marketing, então você tem de saber muito bem o que quer alcançar com esse tipo de conteúdo.  

O que você está tentando alcançar com este conteúdo? Como isso se encaixa em seus objetivos de marketing de curto e longo prazo? Querer criar um infográfico porque os infográficos são “legais” não é motivo. Na verdade, pode ser uma grande perda de tempo se não estiver vinculado à sua estratégia mais ampla. 

 

2 – Para quem é o infográfico?

Essa é outra questão importante, conhecer o seu público e quem você quer alcançar com o infográfico. Saber quais são os desejos e dificuldades do seu público ajuda na estratégia e na elaboração do tema. 

 

3 – O infográfico é realmente a melhor ferramenta?

O formato do seu conteúdo deve ser bem pensado. O infográfico pode até ser uma opção dentro da sua estratégia, mas às vezes um eBook ou um vídeo, por exemplo, pode ser a melhor solução. O formato ideal vai depender muito da história que você quer contar.

 

4 – Como distribuir o conteúdo?

Ok, você montou um infográfico. E agora? De nada adianta a agência pensar e criar um infográfico e o cliente não ter um site, blog ou qualquer outro meio para publicar o conteúdo.

Antes de começar o infográfico, saiba como usá-lo assim que ele ficar pronto. E lembre-se que um infográfico é visual, então o meio onde você vai divulgá-lo precisa estar apto para suportar recursos visuais. 

 

5 – Como medir o resultado?

Infográfico feito e distribuído, é hora de saber se ele está trazendo resultado para a marca. E o que vai determinar o sucesso são os seus KPIs. Escolha as melhores métricas para sua estratégia de conteúdo.  

Você também deve considerar quem vai trabalhar no projeto e quem cuidará de cada parte do infográfico, como textos e design. 

Após definir os objetivos do infográfico, chegou o momento de pensar nas ideias e conteúdo.

 

Como criar um infográfico

Montar um infográfico demanda tempo, ideias e muito trabalho. São diferentes fases que devem ter uma lógica para não chegar ao final e perceber que está tudo errado. A seguir, vamos guiá-los para um caminho que levará a um infográfico eficaz e valioso. 

 

Etapa 1: Ideias e temas

Antes de começar, não se esqueça que o infográfico não é para você, mas sim para o seu público. Assim, a ideia do conteúdo deve ser elaborada para quem vai consumir o seu produto.

Nesta etapa, reúna os profissionais da sua equipe para um brainstorming. Todas as ideias neste estágio são bem-vindas, lembrando que depois vocês vão analisar as melhores para chegar a uma conclusão.

Os dados da sua empresa podem ser boas fontes de ideias para o infográfico. Notícias e tendências também podem dar uma luz nas ideias. 

 

Etapa 2: Analise as suas ideias

Com várias ideias no papel, como escolher a melhor delas? Analise bem cada uma e pense qual vai atrair mais o interesse do seu público.

Algumas questões podem te ajudar a resolver essa questão?

 

  • A ideia escolhida resolve um problema do seu cliente ou leva mais conhecimento para ele?
  • É um assunto relevante para o seu público?
  • Já foi feito antes? Se sim, seu trabalho será apresentar algo diferente e melhor!
  • Eles gostariam de compartilhar esse conteúdo?

 

Etapa 3: Faça um briefing 

Depois de aprovada a ideia, é bom montar um briefing para garantir que toda a equipe vai seguir a comunicação proposta.

Com todos os detalhes definidos e documentados, a chance de acontecer qualquer erro durante a produção diminui bastante. Antes de começar a produção em sim, certifique-se que todos da equipe estão alinhados, inclusive se todos conhecem todos os termos e ferramentas:

 

  • Visualização de dados: inclui tabelas e gráficos.  
  • Design de informações: um gráfico que traz informações, como um fluxograma.
  • Infográfico interativo: conteúdo com o qual o público pode interagir.
  • Infográfico animado: Um GIF é um exemplo do infográfico animado

 

Com tudo isso já alinhado, é hora de ir para a criação de conteúdo!

 

Etapa 4: Pensando na história

Um bom infográfico é aquele que conta uma história. A junção de dados, texto e imagens precisa ter uma lógica e, quando combinados, recursos visuais e textos deixam a história mais fácil de entender.

Tenha isso em mente: quanto mais significativa a história, mais eficaz será o infográfico. E ele deve contar uma única história, que traga clareza ao assunto. Caso sua história tenha várias abordagens, uma saída é montar uma série de infográficos.

O que pode te ajudar é pensar no título do seu infográfico. Se você consegue resumir a mensagem em poucas palavras ou frases curtas, está no caminho certo. Agora, se tiver dificuldades em descrever a sua história, bem provavelmente as pessoas também vão ter problemas no seu entendimento.

Essas outras dicas vão te ajudar na elaboração da história:

 

  • Tenha uma hierarquia lógica. A estruturação do conteúdo vai fazer toda a diferença para que os leitores entendam a história. 
  • Escreva para o seu público. Não custa reforçar: você está montando um conteúdo para o seu público-alvo, então use uma linguagem específica e que esteja de acordo com a compreensão deles. 
  • Fortaleça a voz da marca.  Qual é a voz da sua marca? As pessoas não costumam gostar de uma linguagem corporativa, por exemplo. 
  • Não invente muito. Tenha cuidado com os trocadilhos e com as metáforas no seu infográfico. 
  • Evite redundâncias. O importante é você ser sucinto, sem ter de ficar explicando tudo o que está sendo proposto. Muitas vezes, esse é um trabalho do design. Lembre-se que os elementos vão ser usados para isso. 
  • Cuidado com textos longos. O infográfico não  costuma precisar de textos muito longos. Como falamos antes, seja sucinto nas palavras! Isso vai permitir que o design complete a sua história. 

 

Se sua história está baseada em dados, trazemos mais algumas dicas!

 

  • Pense em algo amplo. Para conseguir contar uma boa história, explore todos os dados e seus significados.
  • Não manipule ou interprete mal os dados. Parece óbvio, mas não custa reforçar: use sempre dados de fontes confiáveis.
  • Insira o contexto. Os números por si só não significam muita coisa. Ao usar um conjunto de dados, forneça o contexto para o leitor. 

 

Etapa 5: O design

Um bom infográfico depende muito de seu design. Um visual perfeito ajuda a deixar o conteúdo mais atraente, aumentando a sua compreensão.  

Dentro do processo de design, há diferentes coisas que você pode fazer que vão afetar diretamente no modo como as pessoas vão ver e interpretar o infográfico. 

 

  • Saiba todas as especificações. Por exemplo: o seu infográfico será impresso ou vai para as redes sociais? Qual é a resolução que ele precisa ter? Essas questões práticas precisam ser definidas de acordo com seus objetivos.
  • Leia o conteúdo antes de iniciar o design. Sim, parece óbvio. Mas tem profissionais que fazem um infográfico ruim por não saber exatamente o que é preciso expressar. 
  • História coesa.  Seus  elementos de design e textos devem funcionar juntos para contar uma história lógica. Não é preciso repetir a mesma informação que já está sendo contada. 
  • Precisão nos dados. O trabalho do designer não é apenas retratar os dados, mas pensar em um design que vai trazer uma maior clareza e compreensão do assunto. 
  • Identidade de marca. Toda marca precisa ter uma linguagem visual, com logo, imagens, cores ou fotografias. Essas ferramentas ajudam a fortalecer a identidade da marca, então tenha as diretrizes de marca bem estipuladas. 
  • Trabalhe com lógica. Não exagere nos elementos gráficos, tenha uma coerência no design. Bem provavelmente sua marca tem diretrizes que dão um norte do que pode ou não ser usado.  
  • Ouça sua equipe. Às vezes, o olhar de outras pessoas vai mostrar o que está funcionando e o que pode ser melhorado. 
  • Pense em algo diferente. Quem disse que todo infográfico deve ser igual? Em vez de ilustrações estáticas, você pode tentar uma imagem em movimento. 

 

Importante! Antes de publicar o infográfico, revise todo o conteúdo, do texto ao design. Afinal, não há nada pior do que divulgar algo com um erro grave. Então lembre-se de verificar tudo:

 

  • Há um fluxo lógico na história?
  • Há erros de digitação?
  • A resolução está certa?
  • Tem como representar melhor os dados?
  • Tudo está alinhado?
  • Todas as informações estão corretas?

 

Etapa 6: Distribuindo o infográfico

Após escrever o texto, montar o design e revisar todo o material, seu infográfico já está pronto para ser divulgado.

Para que sua equipe distribua o infográfico de um jeito mais eficaz, siga os seguintes passos. 

 

  • Otimize para SEO. Tenha os nomes de arquivo mais eficientes e as palavras-chaves que vão obter mais tráfego para seu canal.
  • Crie arquivos nos formatos corretos. Certifique-se com sua equipe que os formatos, tamanho e resolução dos arquivos estão corretos, para conseguir compartilhar em diferentes meios, como email, redes sociais ou blog. 
  • Saiba como ‘vender’. O argumento de venda é muito importante aqui. Você vai precisar de bons argumentos para mostrar para o leitor por que ele deve receber o seu material. Chame a atenção das pessoas com boas chamadas e conclusões.

 

Infográficos: uma parte do seu marketing de conteúdo

Esperamos que todas essas dicas que trouxemos neste artigo ajudem você a criar os melhores infográficos. Mas lembre-se que essa é apenas uma ferramenta dentro do seu marketing de conteúdo.

Mantenha-se sempre atualizado no assunto. Trazemos alguns textos que podem te auxiliar!